É difícil encontrar uma casa que não tenha itens emoldurados para decorar as paredes. Fotografias, pinturas, pôsteres e outros acessórios agregam personalidade aos cômodos e devem ser valorizados. Uma boa forma de fazer isso é apostar em soluções para a iluminação de quadros.

A luz correta não só evidencia a beleza das peças, como também adiciona um charme a mais ao ambiente. Acompanhe as nossas dicas e descubra como tirar proveito desse recurso!

Invista em lâmpadas de LED

Recursos modernos e eficientes devem ser priorizados em projetos de interiores. Portanto, antes de pensar em luminárias e em efeitos de luzes, procure as lâmpadas mais adequadas.

Os modelos de LED são perfeitos porque proporcionam economia, são duráveis e resistentes. Além disso, não danificam as obras, já que não aquecem o ambiente à sua volta.

Escolha as luminárias certas

A iluminação de quadros tem como principal objetivo destacar os detalhes presentes nas obras. Nesse sentido, é importante que seja capaz de focar em alguns pontos para clarear áreas específicas.

Uma boa forma de atingir esse objetivo é utilizar spots direcionáveis. São pequenas luminárias que giram para diferentes lados e permitem apontar o feixe da luz para os quadros. A vantagem é que eles podem ser instalados nas paredes ou no forro, de modo individual ou combinados em trilhos.

Outras opções são as arandelas, também conhecidas como luminárias de parede. Há modelos específicos para quadros que direcionam a luz para baixo e iluminam a obra toda. Verifique se o tamanho da luminária é o suficiente. Caso não seja, complemente com a iluminação dos spots.

Powered by Rock Convert

Tenha cuidado com as posições

As luminárias devem ser instaladas a uma distância que possibilite que a luz alcance os quadros e valorize seus acabamentos. Entenda que quanto mais longe a fonte estiver, maior será a área clareada e menos intensa ficará a luz.

Outro cuidado importante tem a ver com a posição das luminárias em relação aos itens emoldurados. Para evitar erros, o ideal é manter o ponto de luz a um ângulo de 30 graus em relação ao quadro (ou conjunto de peças).

Defina a tonalidade da luz

A cor emitida pelas lâmpadas interfere na maneira como observamos os elementos de um ambiente. Por isso, é crucial que você tenha atenção a esse aspecto para não alterar a aparência dos quadros.

Muitas pessoas limitam suas escolhas à luz branca ou amarela. Afinal, a primeira é ideal para locais que exigem foco e concentração, enquanto a segunda proporciona a sensação de calor e aconchego. Para quadros, use sempre uma luz mais amarelada ou neutra. Nunca muito branca. Leve em consideração a finalidade do cômodo em que a obra de arte está exposta.

O mais importante é escolher lâmpadas de qualidade que possuam boa reprodução de cor para não distorcer as cores das peças. O IRC pode ser conferido no rótulo da lâmpada e quanto mais próximo de 100, melhor.

E então, ficou mais fácil pensar em estratégias para compor uma iluminação de quadros? Esperamos que considere todas as dicas, em especial a primeira, no momento de planejar seus arranjos nas paredes.

Se você gostou deste artigo, aproveite para descobrir o que é plafon e como usá-lo em sua casa!