Qual a luz ideal para ser colocada em um quarto? E na cozinha? Durante um projeto luminotécnico muitas questões a respeito da iluminação ideal para cada espaço de uma residência podem surgir. Portanto, conhecer melhor como funciona a temperatura das cores é o primeiro passo para garantir que um cômodo seja iluminado adequadamente. 

Neste artigo, você aprenderá mais sobre a temperatura de cores e como aplicá-la corretamente. Confira!

O que é temperatura das cores? 

A temperatura das cores pode ser definida cientificamente como um elemento que mede, em uma escala de 1.500 a 10.000 Kelvins, o quanto uma luz é quente ou fria.

O sistema criado há algumas décadas classifica a tonalidade de luz emitida por uma lâmpada. Quanto mais baixo é o número de Kelvins, mais quente ou amarela é considerada a luz emitida pela lâmpada. Por sua vez, quanto mais branca é a luz, maior é o número de Kelvins. Assim, por meio desse sistema, é possível otimizar a iluminação de qualquer lugar. 

Como escolher a lâmpada ideal para cada espaço? 

Antes de falarmos especificamente sobre ambientes e dividi-los em categorias, vale destacar a função de cada uma das temperaturas das cores. Veja!

Quente 

A luz quente tem um nível mais baixo de luminância e, por causa disso, remete a um ambiente mais sofisticado e aconchegante. 

A cor dela também é mais amarelada e por conferir a sensação de aconchego, fica melhor se for colocada em cômodos internos, que precisam ter essa característica mais convidativa.

O indicado é usar lâmpadas entre 1000 K e 3000 K nesses espaços.

Powered by Rock Convert

Fria 

Por sua vez, a luz fria tem um nível mais alto de luminância, o que faz com que ela seja usada especialmente em ambientes que exijam mais concentração

A cor da lâmpada fria é mais puxada para o azul. Por esse motivo, ela é melhor aplicada em espaços de trabalho, pois estimula atenção de seus colaboradores, fazendo com que eles desempenhem as suas tarefas com maior qualidade. 

Nesse caso, é possível utilizar lâmpadas que tenham de 4000 K a 10000 K.

Quais temperatura das cores mais indicadas para cada ambiente? 

Para garantir o maior aproveitamento de um espaço é preciso dar atenção a toda a sua arquitetura, colocando os móveis em pontos estratégicos. Mas não é só isso! A iluminação também é um elemento que precisa estar incluso no projeto. Veja as opções mais indicadas para cada ambiente: 

Áreas sociais e quartos 

Na sala, por exemplo, que é um ambiente onde as pessoas geralmente são recebidas, as lâmpadas quentes são as mais indicadas, por criarem uma sensação convidativa. Nesse grupo, também é possível incluir os quartos, que podem receber luzes com a tonalidade ainda mais quente, para tornar o espaço propício ao descanso e relaxamento.

Áreas de serviços, cozinhas e escritório 

Para tais ambientes o indicado é usar luzes mais frias. Como explicamos, elas têm a função de estimular a atenção, o que é fundamental enquanto cozinha, por exemplo. Assim, as lâmpadas consideradas frias ajudam a aumentar o desempenho, além de deixar as pessoas mais dispostas. 

Para descobrir qual a lâmpada ideal basta olhar as especificações do fabricante na hora da compra. Se tiver dúvidas, uma boa dica é contar com a ajuda de um profissional.

Lembre-se de que cor da iluminação tem um grande impacto no nosso cotidiano. Por esse motivo, é importante se atentar à temperatura das cores para criar os estímulos visuais e permitir o desenvolvimento correto de atividades, sejam elas ligadas ao trabalho ou descanso.

Gostou de saber mais sobre a temperatura das cores? Então, que tal saber como criar um projeto luminotécnico que estimule a atenção e o foco para um escritório?