Iluminação é um assunto sério quando se fala em decoração. Isso porque a potência da lâmpada influencia diretamente não só no consumo de energia, mas também na funcionalidade de cada um dos ambientes da casa.

A potência da lâmpada tem a ver com a eficácia com a qual um espaço é iluminado, ou seja, é mais do que a quantidade de luz oferecida. As lâmpadas de LED, por exemplo, gastam menos e iluminam mais. No entanto, nem todos os cômodos precisarão do mesmo nível de iluminação, o que faz necessário um conhecimento mais aprofundado sobre o assunto.

Vamos entender melhor?

A potência da lâmpada

Antes de mostrarmos o que levar em consideração na hora de escolher as lâmpadas certas para cada um dos ambientes, é importante destacarmos como é avaliada a sua potência. Funciona da seguinte maneira: a potência é medida em watts (W) e é definida pela quantidade de energia utilizada pela lâmpada a fim de fornecer iluminação para o ambiente escolhido.

Quanto mais energia uma lâmpada gasta, mais ela ilumina certo? Certo se a comparação for sempre feita entre iguais. Ou seja, LED com LED, lâmpada halógena com lâmpada halógena e fluorescente com fluorescente.

Por causa da afirmação acima, sempre se associou potência a quantidade de luz. Porém a grandeza que define a quantidade de luz que uma lâmpada emite são os lúmens (lm). Quanto maior a quantidade deles, maior será a capacidade de iluminar o ambiente. Quanto mais lúmens emitidos com menor gasto de energia (potência), mais eficiente é uma lâmpada.

Vamos a um exemplo: uma lâmpada PAR20 halógena tem uma potência de 50W e oferece o mesmo tanto de iluminação que uma PAR20 de LED com potência de 7W. Nesse caso, fica mais simples entender que a potência não significa necessariamente que uma lâmpada ilumina mais do que outra, mas sim a quantidade de energia que ela utiliza para se manter acesa.

Powered by Rock Convert

A escolha das lâmpadas

Quanto maior a necessidade de iluminação, maior deverá ser a potência da lâmpada, o que equivale a um número de watts mais elevado. No entanto, com o surgimento do LED, comprovamos no exemplo acima que é possível iluminar mais com menor gasto de energia.

Nesse caso, a quantidade de luz deve ser medida por lúmens que equivalem ao fluxo luminoso. Sendo assim, quanto maior a quantidade de lúmens por watt, mais eficiente é a lâmpada. Por isso, na hora de escolher o produto que comprar vale a pena pesquisar sobre o número de lúmens para fazer uma escolha mais eficaz, de acordo com as necessidades do ambiente.

O tipo de ambiente e a necessidade de iluminação

Cada tipo de espaço pede uma iluminação diferente, isso é fato. No entanto, tratando-se de economia e durabilidade, o LED é uma das opções mais acertadas para a maioria dos cômodos de uma residência. Isso porque essa opção, além de oferecer uma potência boa de iluminação, tem uma durabilidade maior, o que faz com que seu custo-benefício seja mais vantajoso.

Pense em uma sala de estar com móveis antigos e quadros. Você não quer que esses elementos sejam danificados pela iluminação, certo? O LED aqui é uma opção certeira, pois além de não emitir raios infravermelhos e ultravioletas, não esquenta, o que evita danos a esses materiais.

Os quartos também são espaços nos quais as lâmpadas de LED podem ser inseridas se o objetivo é conseguir uma iluminação uniforme e indireta, garantindo mais conforto e aconchego.

No caso das cozinhas, é importante considerar ainda o Índice de Reprodução de Cor (IRC) das lâmpadas, pois é um local de trabalho onde é preciso enxergar as cores perfeitamente para manuseio de utensílios e alimentos.

Geralmente, os ambientes bem iluminados contam com mais de um ponto de iluminação. Isso faz com que seja necessário planejar e analisar as necessidades de cada um dos espaços, principalmente no que diz respeito a inserção de lustres, spots, posicionamento da luz, entre outros detalhes.

Gostou de saber mais sobre a potência da lâmpada? Tem alguma dúvida sobre como escolher a opção mais acertada ou mesmo sobre a necessidade de iluminação da sua residência? Conte pra gente nos comentários!