Você sabe como um projeto pode ajudar na economia de energia elétrica? Com as crises de abastecimento ocorridas no país nos últimos anos, a economia virou prioridade nas residências brasileiras. Um dos sistemas que apresenta maior consumo energético residencial é o de iluminação.

A iluminação, há muito tempo, deixou de ter apenas a função de clarear os ambientes e deve transmitir sensações, fazer parte da decoração e compor atmosferas. Veja, então, como unir a iluminação eficiente a uma economia de energia elétrica significativa!

Avalie a função de cada ambiente

Focar nas maneiras particulares de iluminar cada ambiente pode gerar economia de energia elétrica, uma vez que o sistema poderá ser utilizado de maneira mais inteligente, acionando apenas os circuitos necessários para determinada atividade. Os cômodos de uma residência podem ser divididos, basicamente, em três categorias:

Serviço

São aqueles nos quais são desempenhadas tarefas que requerem maior atenção, como cozinha, lavanderia e locais de estudo ou trabalho, como o home office. A iluminação branca fria é a mais recomendada: essa aparência de cor mantém o corpo humano desperto e alerta.

É importante fornecer luz em abundância nesses locais, já que são manuseados instrumentos que podem causar acidentes, como chamas, facas, tesouras etc.

Social

São locais de permanência prolongada, nos quais o usuário recebe convidados e passa seu tempo livre, como salas de estar e jantar, varandas, áreas gourmet etc.

Para esses ambientes, o melhor é a iluminação amarelada, pois o efeito sobre o organismo é de aconchego e relaxamento, tanto físico quanto psicológico. Assim, ela pode ser composta por sistemas diretos e indiretos.

Powered by Rock Convert

Íntimo

São os cômodos de acesso restrito, como quartos, closets e suítes. Assim como nos ambientes sociais, a luz amarela é a mais indicada, já que proporciona sensação de conforto. Nesses locais, o ideal é a luz indireta, pois reduz ofuscamentos e cansaço visual, além de permitir que os usuários tenham um bom descanso.

Aposte em diferentes sistemas

A iluminação para cada local deve ser diferente e oferecer a quantidade de luz necessária para desempenhar as tarefas que requeiram maior atenção com segurança e permitir que as pessoas possam desacelerar suas rotinas.

Os sistemas principais de iluminação são:

  • geral: ilumina todo o ambiente, espalhando a luz com uniformidade. Geralmente, é composto por plafons, rasgos no forro, lustres, trilhos e spots;
  • indireto: oculta as lâmpadas, fazendo uso do teto e das paredes para espalhar a luz. Proporciona maior conforto visual e é o mais utilizado em cômodos sociais e íntimos. A iluminação é feita por balizadores, arandelas, abajures, sancas e planos de luz indireta;
  • de tarefa: complementa os demais sistemas, iluminando bancadas, mesas de estudo ou de jantar com luminárias ou pendentes — peças que, normalmente, têm grande potencial de arrematar uma decoração.

Priorize o uso de lâmpadas LEDs

A economia de energia elétrica nos sistemas de iluminação passa, obrigatoriamente, pela troca de quaisquer tipos de lâmpadas pelas LEDs, devido à sua tecnologia muito superior, quando comparadas às mais antigas.

Apesar de inicialmente mais onerosas, as lâmpadas LEDs oferecem benefícios significativos, como a alta durabilidade de cerca de 50 mil horas, a ausência de depreciação da qualidade da luz fornecida durante a vida útil e o baixíssimo consumo energético. Existem lâmpadas LED tanto brancas quanto amarelas e nenhuma das duas emite calor, o que é mais uma das grandes vantagens da tecnologia.

As fabricantes têm investido cada vez mais em formatos diferentes para as lâmpadas de tecnologia LED, de forma a ampliar e melhorar as soluções de projetos, visando tanto às funções técnicas quanto às estéticas.

Procure um especialista

Lighting designers e lojas especializadas em iluminação são os mais habilitados, por seus conhecimentos técnicos, a elaborar um bom projeto de iluminação, aliando equipamentos eficientes a sistemas de circuitos inteligentes. Para alcançar isso, é essencial que os usuários do espaço transmitam todas as informações sobre as atividades a serem realizadas em cada local.

Agora que você já sabe como o sistema de iluminação da sua casa pode ajudar a obter economia de energia elétrica, entenda mais sobre como é feito um bom projeto de iluminação! Vamos lá!