Iluminação de quadros: conheça aqui algumas dicas incríveis!

Iluminação de quadros: conheça aqui algumas dicas incríveis!

É difícil encontrar uma casa que não tenha itens emoldurados para decorar as paredes. Fotografias, pinturas, pôsteres e outros acessórios agregam personalidade aos cômodos e devem ser valorizados. Uma boa forma de fazer isso é apostar em soluções para a iluminação de quadros.

A luz correta não só evidencia a beleza das peças, como também adiciona um charme a mais ao ambiente. Acompanhe as nossas dicas e descubra como tirar proveito desse recurso!

Invista em lâmpadas de LED

Recursos modernos e eficientes devem ser priorizados em projetos de interiores. Portanto, antes de pensar em luminárias e em efeitos de luzes, procure as lâmpadas mais adequadas.

Os modelos de LED são perfeitos porque proporcionam economia, são duráveis e resistentes. Além disso, não danificam as obras, já que não aquecem o ambiente à sua volta.

Escolha as luminárias certas

A iluminação de quadros tem como principal objetivo destacar os detalhes presentes nas obras. Nesse sentido, é importante que seja capaz de focar em alguns pontos para clarear áreas específicas.

Uma boa forma de atingir esse objetivo é utilizar spots direcionáveis. São pequenas luminárias que giram para diferentes lados e permitem apontar o feixe da luz para os quadros. A vantagem é que eles podem ser instalados nas paredes ou no forro, de modo individual ou combinados em trilhos.

Outras opções são as arandelas, também conhecidas como luminárias de parede. Há modelos específicos para quadros que direcionam a luz para baixo e iluminam a obra toda. Verifique se o tamanho da luminária é o suficiente. Caso não seja, complemente com a iluminação dos spots.

Tenha cuidado com as posições

As luminárias devem ser instaladas a uma distância que possibilite que a luz alcance os quadros e valorize seus acabamentos. Entenda que quanto mais longe a fonte estiver, maior será a área clareada e menos intensa ficará a luz.

Outro cuidado importante tem a ver com a posição das luminárias em relação aos itens emoldurados. Para evitar erros, o ideal é manter o ponto de luz a um ângulo de 30 graus em relação ao quadro (ou conjunto de peças).

Defina a tonalidade da luz

A cor emitida pelas lâmpadas interfere na maneira como observamos os elementos de um ambiente. Por isso, é crucial que você tenha atenção a esse aspecto para não alterar a aparência dos quadros.

Muitas pessoas limitam suas escolhas à luz branca ou amarela. Afinal, a primeira é ideal para locais que exigem foco e concentração, enquanto a segunda proporciona a sensação de calor e aconchego. Para quadros, use sempre uma luz mais amarelada ou neutra. Nunca muito branca. Leve em consideração a finalidade do cômodo em que a obra de arte está exposta.

O mais importante é escolher lâmpadas de qualidade que possuam boa reprodução de cor para não distorcer as cores das peças. O IRC pode ser conferido no rótulo da lâmpada e quanto mais próximo de 100, melhor.

E então, ficou mais fácil pensar em estratégias para compor uma iluminação de quadros? Esperamos que considere todas as dicas, em especial a primeira, no momento de planejar seus arranjos nas paredes.

Se você gostou deste artigo, aproveite para descobrir o que é plafon e como usá-lo em sua casa!

Você sabe quais os principais tipos de iluminação no closet? Confira!

Você sabe quais os principais tipos de iluminação no closet? Confira!

A boa iluminação no closet deve ser uma das prioridades quando falamos do projeto arquitetônico desse cômodo. Afinal, ela é a principal maneira de garantir a visibilidade e fazer o uso pleno das funções às quais um closet se propõe, como proporcionar organização e visibilidade às roupas, acessórios e sapatos.

Algumas escolhas interferem diretamente na qualidade do processo, logo é preciso estar atento para que o projeto luminotécnico seja bem executado. Neste artigo, você descobrirá quais os tipos de iluminação mais comuns no closet. Confira!

Os principais tipos de iluminação

Lâmpadas de bom IRC

A iluminação no closet deve permitir que a pessoa que o utiliza seja capaz de ver, com detalhes, as cores de roupas, acessórios e sapatos.

Logo, a qualidade de reprodução de cor precisa ser alta, ou seja, as lâmpadas exigem um bom IRC (Índice de Reprodução de Cor). Quanto mais próximo de 100, melhor o IRC da lâmpada. Isso quer dizer que ela reproduz as cores quase como a luz do sol.

As lâmpadas de LED figuram como excelente opção, mas sempre olhe o rótulo e confira. Se o IRC for menor que 80 evite a compra, porque a qualidade de reprodução das cores não é boa. Mas afinal, o que isso significa? Com uma melhor visualização das tonalidades, você tem mais segurança sobre como determinada peça ficará no visual.

Pendentes

Especialmente para aqueles closets que contam com balcões de centro ou têm uma extensão maior, vale a pena investir em pendentes e lustres. No entanto, é preciso ter cuidado antes de inseri-los, já que a ideia é que eles sigam a mesma linguagem visual do resto da iluminação do ambiente.

Spots

A opção pelos spots também é interessante para a aplicação da iluminação no closet. Além de ser uma alternativa elegante, o emprego desses elementos permite a criação de pontos de luz mais direcionados.

Há tanto o modelo embutido, capaz de ser inserido em um forro, quanto aquele que pode vir em trilhos, reforçando o potencial de iluminação de pontos específicos. Ou seja, eles não servem para substituir a iluminação do cômodo de forma geral.

Preferencialmente o espaço não deve ter sombras. Por isso, preste bastante atenção na disposição dos spots e direcione-os sempre para os armários, nunca para baixo.

Um detalhe importante é que os spots de LED, por exemplo, não geram aquecimento, podendo ser colocados próximos de roupas e objetos sem risco de danificá-los.

Plafon

Apesar do nome aparentemente complicado, os plafons são quase onipresentes na decoração. Temos quase certeza de que você tem um instalado em sua casa.

Esse modelo de luminária de alguma forma se contrapõe aos pendentes, pois uma de suas superfícies é diretamente instalada na parede sem nenhum fio ou outra estrutura pendular aparente.

Assim como os spots, os platafons podem ficar em evidência ou embutidos. Seu principal apelo é a simplicidade e a sofisticação do design, pois não apresentam muitos adornos. Por outro lado, compensam com uma forma geométrica bem elaborada e materiais de excelente qualidade.

Há vários tipos de plafons no mercados:

  • de iluminação direta – direcionam os feixes de luz diretamente sobre os objetivos, fornecendo uma capacidade de iluminação maior;
  • de iluminação indireta – são instaladas cúpulas que desviam os feixes de luz para o teto ou para as paredes em vez de iluminar diretamente o foco;
  • de iluminação difusa – instala-se vidros foscos como cúpula para que os raios luminosos se distribuam por todo o ambiente.

Desse modo, nos closets, os plafons diretos podem ser utilizados com foco no espelho, já os difusos instalados na região de trocas de roupas ou dentro dos armários. Os indiretos, por sua vez, não consistem em opções ideais para a parte interna das divisórias, mas nos demais locais figuram como alternativas válidas.

Fitas de LED

As fitas de LED são pequenas lâmpadas instaladas em sequência, proporcionando uma iluminação mais difusa. Elas apresentam bastante versatilidade e podem ser aproveitadas de diferentes maneiras no closet, como:

  • ao redor dos espelhos, para complementar a iluminação e evitar que regiões de sombra atrapalhem a escolha do look;
  • dentro das divisórias, visando dar mais destaque às peças;
  • nas arestas do teto, com a intenção de criar uma decoração mais diferenciada.

Outra grande vantagem é que as fitas de LED contam com vários modelos coloridos para que você possa inovar ainda mais no design do closet. Elas são facilmente instaláveis e dispensam a necessidade de uma fiação embutida dentro dos armários.

Arandelas

Esse tipo de luminária foi criada para instalação nas paredes laterais e não pode ser embutida. Na maioria das vezes, elas se parecem com os plafons e também apresentam a mesma divisão entre modelos de iluminação direta, indireta ou difusa. Assim, o diferencial não são os adornos, mas as formas geométricas e um design minimalista.

No entanto, não é raro encontrar arandelas que buscam simular os pendentes e outros lustres mais complexos. Por exemplo, há modelos rústicos que se inspiram na estética vitoriana do século XIX. No closet, podem ser colocadas em qualquer parede como iluminação principal ou auxiliar.

Entretanto, devem ser evitadas dentro das divisórios, pois os feixes de luz seriam ofuscados pelas roupas. Além disso, ocupam muito mais espaço horizontalmente que as opções anteriores.

Se você quer ter um closet que se destaca pela sofisticação, as luminárias de LED figuram como elementos imprescindíveis. Afinal, o jogo de iluminação é o responsável por dar destaque às peças de vestuário e criar toda a ambientação. Com isso, você se sente uma verdadeira estrela na hora de escolher e experimentar seus looks.

O melhor tipo de iluminação no closet — difusa ou indireta

A iluminação indireta serve para criar uma sensação de maior aconchego. Ela geralmente direciona o fluxo luminoso para cima, “espalhando” a iluminação por todo o espaço.

Comumente, vem inserida em sancas de gesso ou nos forros. Mas, para aplicá-la e obter todo o seu potencial, é preciso que seja refletida em uma superfície clara ou, do contrário, o espaço ficará escuro.

A iluminação difusa tende a ser mais versátil justamente por distribuir o fluxo luminoso de maneira uniforme. Ela pode surgir por meio de luminárias, como os plafons ou as placas de LED, garantindo que todo o ambiente esteja iluminado e sem sombras, de preferência.

Quando se trata da iluminação no closet, é preciso, ainda, considerar alguns detalhes como a iluminação dentro de gavetas e próxima de espelhos. Ambos os locais precisam exigem uma luminosidade qualificada, a fim de que a pessoa consiga enxergar o que tem, como destacado lá no início do texto.

E aí, ficou com dúvidas ou tem alguma sugestão? Compartilhe sua opinião aqui no post: deixe um comentário abaixo!