Quais são as diferenças entre iluminação funcional e iluminação decorativa?

Quais são as diferenças entre iluminação funcional e iluminação decorativa?

Há várias diferenças entre iluminação funcional e iluminação decorativa, mas ambas são muito importantes na hora de criar um ambiente bonito, aconchegante e funcional, seja na sua casa ou empresa.

Quer entender um pouco melhor sobre os tipos de iluminação e como utilizar cada um? É só continuar a leitura e conferir o guia rápido que preparamos para você!

O que é a iluminação funcional?

Pode-se dizer que a iluminação funcional é aquela usada para realizar tarefas nas quais a luz é fundamental e possibilita a realização das atividades diárias durante a noite, ou em ambientes com pouca luz natural. Por exemplo, iluminação de ambientes comerciais, banheiros e cozinhas.

Em geral, a melhor opção para fazer esse tipo de iluminação são as lâmpadas de LED de luz branca neutra, ou seja, aquela que não tem nuances de amarelo nem de azul. Ela mexe com nosso organismo e nos faz ficar atentos às tarefas.

O que é a iluminação decorativa?

A iluminação decorativa é tudo o que “decora” o ambiente, ou seja, os lustres, os pendentes, alguns tipos de arandelas, abajures, luminárias de chão, etc. Eles podem também ajudar na funcionalidade do ambiente, mas os chamamos de decorativos, porque eles são objetos de decoração por si só.

A iluminação decorativa é utilizada também em ambientes externos, como, por exemplo, quando colocamos arandelas em volta da porta de entrada de uma casa e elas possuem um design diferente e o fato de iluminarem a entrada da casa é secundário. 

Quais são as principais diferenças?

A principal diferença entre iluminação funcional e iluminação decorativa é que a primeira serve para dar funcionalidade ao ambiente, seu único intuito é iluminar ou decorar com a luz, enquanto a segunda serve para decorar e a funcionalidade é secundária.

Na iluminação funcional, a luz é o que mais importa, a luminária em si, praticamente não aparece. Já no caso da decorativa, a luminária é a estrela e faz parte da decoração, enquanto a luz, nesse caso, não deixa de ser funcional, mas fica em segundo plano.

Por exemplo, um lustre em cima da mesa de jantar é considerado como uma peça de iluminação decorativa, mas isso não quer dizer que ele não possua a função de iluminar! O mesmo acontece com um spot iluminando um quadro. Sua função principal é iluminar, por isso, é considerado uma peça de iluminação funcional, mas a luz que sai dele, também compõe a decoração do ambiente.

Como utilizar a iluminação decorativa?

A iluminação decorativa pode ser utilizada em qualquer parte da casa, inclusive nas áreas exteriores. Há várias formas de utilizar a luz como forma de decoração, tudo dependerá do estilo de cada ambiente.

Pendentes e luminárias são uma boa forma de destacar o ambiente e utilizar a iluminação para decorar. Só é preciso atentar-se ao estilo do espaço em que eles serão usados e caso o cômodo tenha um pé direito baixo, é preciso saber muito bem escolher as peças de iluminação para que   o ambiente não pareça menor.

Qual é o melhor tipo de lâmpada?

Na hora de fazer a iluminação funcional, a lâmpada de LED é uma opção que, no longo prazo, é mais barata. Apesar do custo inicial ser maior que os outros tipos, uma lâmpada de LED dura por mais tempo e tem um consumo mais eficiente de energia.

Além disso, as lâmpadas de LED são ecológicas, podendo ser recicladas, e não esquentam, portanto, não atraem insetos.

Agora que você já conhece as diferenças entre iluminação funcional e iluminação decorativa, que tal entrar em contato conosco e saber mais sobre nossos projetos de iluminação personalizados? Esperamos você!

 

As maiores tendências em decoração e iluminação para 2019!

As maiores tendências em decoração e iluminação para 2019!

Nós fomos até Paris, conferir as últimas tendências em decoração e iluminação na feira de design Maison&Objet  e contamos o que vimos em primeira mão para vocês aqui nesse artigo! A feira acontece desde 1995 e explora todo o universo da decoração e da moda duas vezes ao ano, uma em janeiro e outra em setembro. Ela é referência no universo decorativo e reúne, em média, 3.100 marcas e recebe 85 mil visitantes em cada edição.

A cada nova edição do salão Maison&Objet, a agência de análise de tendências NellyRodi fica encarregada de analisar o que há de mais novo no âmbito sociológico e nos hábitos de consumo para propor um tema ao Salão. O tema dessa edição foi “Excuse My French” porque, segundo a agência, no que diz respeito à cultura ou ao design, o made in France é a incarnação do chique sem esforço, coisa que realmente os franceses são mestres. Aliado a isso, a agência afirma que a estandardização da moda e do design causaram uma necessidade extrema do excepcional e do diferente, coisa que os franceses sabem muito bem traduzir, como dito acima, sem muito esforço.

Vocês vão conseguir entender, pelas tendências e fotos à seguir, que realmente, o Savoir Faire francês estava impregnado no que foi exposto, desde a valorização do que é feito à mão, minuciosamente, com detalhes e extrema qualidade, passando pelo simples movimento das formas arredondadas e cheias de harmonia até a volta triunfal do clássico dourado revisitado.

O objeto ARTEsanal:

O valor do objeto artesanal. Não é segredo para ninguém que, já há algum tempo, o feito a mão vem sendo cada vez mais valorizado. Na MO19 teve uma parte só para expositores que são artesãos e foi simplesmente um show de arte. Além da ala dedicada exclusivamente ao artesanato, pela feira inteira nós nos deparamos com marcas mostrando ao vivo como seus produtos são feitos, o que mostra que isso se tornou uma preocupação real do consumidor. Não queremos mais comprar qualquer produto, queremos saber de onde vem, do que é feito e quem fez!

Tecido, cor e forma: os clássicos de tecido com muita cor e formas geométricas diferentes

O lustre de tecido é aconchegante, atemporal, super neutro e chique. Sempre foi um clássico e provavelmente sempre será. O que observamos na Maison&Objet de janeiro foi uma variedade enorme de formas e cores desse ícone da iluminação. Outra tendência, essa não só na iluminação e nem só no lustre de tecido é o uso de formas arredondadas. Quase não vimos nada quadrado e nas fotos abaixo isso fica bem claro para o tecido e para as tendências de iluminação como um todo.

 

Muito ouro!

Outra forte tendência que vínhamos observando e que continua, é o uso do dourado. Agora ele veio em abundância! Em tudo: iluminação, decoração, moda e joalheria! Praticamente não vimos mais nada em cobre, tendência super marcante nos últimos anos.

Como vocês vão ver nas fotos abaixo, todos os detalhes em metal das luminárias e pendentes são na cor dourada. Ele volta com tudo mas não remete mais ao antigo, ao clássico, ele vem completamente moderno, chique e sem excessos.

O redondo e o vidro:

Nós já mencionamos essa tendência quando falamos dos lustres de tecido, mas ela é tão evidente que falaremos especificamente aqui. Praticamente tudo está vindo arredondado, vimos pouquíssimas formas mais retas e mesmo quando elas aparecem, vêm junto com algo que remeta ao redondo.

Além disso, especificamente na iluminação, um material que continua em alta é o vidro. Nós vimos bolas, bolas e mais bolas de vidro leitoso, de vidro transparente ou de vidro colorido, um show! Vejam as imagens abaixo:

Mistura de materiais, cores e texturas que trazem o aconchego e a cara de LAR:

Ainda vimos um pouco de uma das grandes tendências em decoração e iluminação dos últimos anos, o design industrial. Porém, ele já não é mais aquele industrial pesado, cheio de ferro fundido e usado em praticamente tudo como estávamos acostumados. Até porque isso não tem muito a ver com o tema do Salão, não é? Ele vem mais acompanhado do tecido, da madeira e da palha, mais como uma mistura de materiais, menos como o estilo industrial. Vimos muito verde escuro, muito coral(a cor do ano) e muitas cores puxadas para o ocre, mais uma vez, tudo remetendo ao aconchego, casa com cara de casa, minimalista, chique mas sem querer sabe? Bem Francês mesmo!

Gostaram de ficar sabendo das maiores tendências em decoração e iluminação para 2019? Para ficar sempre por dentro das nossas dicas e novidades, siga-nos nas redes sociais e assine nossa newsletter. Estamos no Facebook e no Instagram.