Iluminação de natal: 7 dicas para decorar sua casa no natal

Iluminação de natal: 7 dicas para decorar sua casa no natal

O desejo de oferecer momentos memoráveis para a família e amigos sempre se aflora em épocas especiais. Para as festas de final de ano, as dicas de iluminação para decoração de Natal podem tornar a sua ceia comemorativa mais graciosa e a sua casa ainda mais aconchegante para os convidados.

O Natal é uma festividade íntima, na qual todos se aproximam das raízes e crenças. Nessa época, a ornamentação da sua casa deve manter essa “pegada”. Para isso, basta formar um clima aconchegante e acolhedor. Uma boa iluminação para decoração de Natal pode fazer esse trabalho.

Que tal ofertar aos seus convidados algo parecido com o que acabamos de descrever? Confira as nossas dicas sobre iluminação para decoração de Natal e arrase em uma das festas mais importantes do ano!

1. Abuse de todos os tipos de iluminação

Não é por acaso que a decoração é o que mais marca essa festividade. Pinheiros de Natal, guirlandas e, claro, os tradicionais pisca-piscas dão forma e personalidade à celebração. Convidamos você a ir além do clássico: itens como velas, abajures e refletores de LED são ótimas opções para iluminar e inovar. Veja como cada elemento pode ser utilizado:

  • velas: utilize velas brancas e compridas em castiçais e/ou na mesa de jantar. Elas ajudam a construir um efeito chique e fino, digno de cenário de filme. É importante escolher um castiçal que siga o tema decorativo da festa;
  • abajur: o abajur é um adereço útil e bonito já que, além de decorar, oferece uma luz indireta, perfeita para o espaço de conversas (sofás e poltronas). Lembre-se que, para que o ambiente fique agradável e aconchegante, a lâmpada deve ser amarela;

2. Incremente a decoração da árvore de Natal

É claro que as bolinhas, fitas, flores e a bela estrela na ponta da árvore fazem um grandioso trabalho, mas o que seria do brilho do pinheiro natalino sem as luzes? Esse símbolo natalino merece toda a exaltação e atenção dos convidados. Sendo assim, não se esqueça dos pisca-piscas.

Uma boa dica para não errar nesse momento é começar pela iluminação. Comece a dispor as luzes de cima para baixo — os galhos internos também merecem luzes! Espalhe o pisca-pisca de forma coerente e, após isso, complete os espaços com os adereços.

Para escolher a melhor iluminação para a árvore de Natal, leve em consideração o tamanho do pinheiro e dos outros elementos que constituirão a decoração. Lembre-se de enfeitar a árvore de forma equilibrada e de não sobrecarregar com informações ou cores. Para isso, defina uma paleta de cores e mantenha a decoração nela.

3. Lembre-se da iluminação externa

A primeira impressão é a que fica, não é mesmo? Sendo assim, pense em decorar as molduras das janelas, portas, entradas e até mesmo as árvores e arbustos do jardim. Para isso, utilize diversos apetrechos, desde os pisca-piscas até as fitas de LED à prova d’água. Aqui, o importante é soltar a imaginação — e vale chamar a família para ajudar no processo!

Quando falamos em iluminação, o fator segurança deve estar em primeiro lugar. Sendo assim, você deve atentar a alguns pontos na hora de escolher tais elementos:

  • O produto atende aos requisitos do INMETRO?
  • Há algum fio descoberto ou mal isolado?
  • Nos casos de iluminação externa: o item pode ser exposto à chuva e ao sol?

4. Ilumine o presépio

Muitas vezes, a gente se preocupa tanto com a árvore que nos esquecemos do presépio. Ele fica ali em um lugar escuro e é praticamente esquecido no ambiente. Por essa razão, acreditamos que, para uma decoração inovadora, essa situação precisa ser mudada.

As esculturas que representam as figuras do nascimento de Cristo geralmente são verdadeiras obras de arte. Elas detalham a emoção de cada personagem naquele momento tão especial. Sendo assim, não devem ser consideradas menos importantes do que a árvore.

Com uma boa iluminação, você pode criar uma encenação muito mais viva daquele momento, contando uma verdadeira história. Por exemplo, uma luz mais clara e intensa pode ser colocada acima do menino Jesus, mostrando o seu papel na iluminação dos cristãos e na renovação do amor de Deus para com os homens. Luzes coloridas podem ser postas sobre Maria para demonstrar a comoção de amor dentro de seu coração. A sua criatividade é o limite.

5. Troque a árvore verde por uma branca

A árvore verde tradicional já caiu no senso comum e não é mais tão interessante no Natal. A opção branca, por sua vez, já traz um ar de novidade. Mais que isso, ela também pode combinar muito mais com a iluminação escolhida. Afinal, o tom de verde interage com as demais cores e pode acabar as distorcendo.

Já o branco é capaz de refletir todas as cores da maneira mais fiel possível. Dessa forma, há um destaque total para o jogo de luzes. Se você tem crianças em casa no Natal, elas vão adorar a inovação.

6. Ilumine as janelas e as varandas

Com as luzes nas janelas e nas varandas, você transmite seu espírito natalino para todos os vizinhos. Elas ajudam a criar um clima mais descontraído e incentivam as outras pessoas a investirem na decoração. Os pisca-piscas, por exemplo, são a diversão das crianças na vizinhança, dando um colorido especial.

Além disso, é possível utilizar alguns focos de luz para dar mais detalhes a peças decorativas, como as renas, os gnomos e o Papai Noel. Com isso, você cria a ambientação perfeita e recebe muitos elogios pela criatividade.

7. Adicione adornos iluminados

Quem não ama um adorno iluminado? Durante o Natal, o comércio fica cheio de opções de trenós multicoloridos, renas com o nariz piscando, noéis balançando sinos iluminados etc. Eles são o grande diferencial de uma decoração natalina, pois são peças praticamente únicas. Dificilmente um vizinho terá o mesmo adorno que você.

Ademais, eles ajudam a estender a decoração para os outros cômodos da casa, criando um clima ainda mais aconchegante. Juntamente com a iluminação e as luzes, eles podem fazer com que a cozinha, os quartos e o banheiro transmitam a energia positiva gerada nessa época do ano.

Isso é essencial, pois o Natal é uma época do ano realmente mágica. Nele, afloram-se tantos sentimentos positivos de solidariedade, gratidão, amor, compaixão e fé. Desse modo, a iluminação para decoração de Natal se transforma em uma ferramenta para gerar ainda mais alegria.

Além disso, é necessário pensar no bolso. Sendo assim, dê preferência para iluminações de tecnologia LED, que é muito mais econômica e durável.

A preparação da casa para esse período do ano deve ser tão especial quanto a manhã do dia 25 de dezembro. Invista nesse momento e aplique as nossas dicas de iluminação para decoração de Natal. Com certeza, ao receber seus convidados, sua casa ganhará milhares de elogios!

Quer receber mais dicas incríveis de iluminação diretamente na sua linha do tempo? Então, curta a nossa página no Facebook!

5 dicas de como criar uma iluminação incrível para escritório residencial

5 dicas de como criar uma iluminação incrível para escritório residencial

A iluminação para escritório residencial difere bastante daquela trabalhada em grandes ambientes corporativos. Por ser voltada a um ambiente doméstico e de uso exclusivo dos moradores, permite mais liberdade e ousadia na composição.

É claro que, como qualquer espaço de estudo ou trabalho, o home office também precisa ser inspirador e estimular a concentração. Quer saber como atingir esse objetivo com um projeto luminotécnico adequado? Fique de olho em nossas dicas e descubra!

1. Instale vários pontos de luz

A decoração de um escritório residencial deve ser pensada com carinho, afinal, é um lugar em que você permanecerá longos períodos fazendo leituras, analisando documentos e criando novos projetos.

Sendo assim, para evitar a fadiga nos olhos, procure soluções que permitam manter uma claridade uniforme, e não ofuscante. Você pode apostar na iluminação embutida, com luzes dispostas em sancas, forros, pisos, objetos e até em detalhes do mobiliário.

A distribuição de vários pontos de luz traz um efeito homogêneo interessante, mantendo o espaço iluminado sem causar desconforto. Com essa base neutra, você pode definir em quais áreas colocará uma luz mais intensa e direcionada.

2. Invista em diferentes luminárias

É importante pensar no tipo de luminária ideal para cada ponto de luz adicionado no ambiente. Entre modelos tradicionais e de embutir, você tem diversas opções. Plafons e luminárias lineares, por exemplo, são excelentes para colocar no teto.

Já os spots, por serem pequenos, encaixam perfeitamente em detalhes de sancas, tampo de móveis e prateleiras. Sobre a mesa de trabalho é interessante incluir uma luminária pendente ou direcionável que permita aplicar o feixe de luz exatamente na área que você precisa visualizar.

Outros modelos comumente utilizados na iluminação para escritório residencial são as luminárias de mesa ou de piso. Estas costumam ter haste articulada para que você faça dobras e aplique o fluxo luminoso na superfície desejada.

3. Escolha a reprodução de cor ideal

Quente, neutra, fria. Qual é a melhor luz para um ambiente de estudo ou trabalho? Tudo depende de seus objetivos. Sabemos o poder que o efeito das cores tem na transmissão de sentimentos ou valores específicos, e isso também vale quando o assunto é iluminação.

Uma luz amarelada remete ao conforto e aconchego, enquanto a luz branca é mais artificial e mantém o estado de alerta. Sabendo disso, é importante que você aproveite cada uma dessas características em seu escritório.

Um único ambiente também pode ter combinações de luzes com diferentes cores. Nas áreas que exigem foco e concentração, priorize a luz branca. Se o espaço tem um cantinho mais criativo e divertido, por que não apostar em luzes alaranjadas?

É possível ressaltar a tonalidade escolhida de acordo com o tipo de lâmpada. Por isso, sempre considere o Índice de Reprodução de Cor (IRC) — quanto mais próximo de 100, mais fiel será à cor que você deseja reproduzir.

4. Tire proveito da luz natural

Esse é o tipo de luz ideal para a leitura. Portanto, se o seu escritório tem janelas ou uma porta com acesso à área externa, não deixe de tirar proveito da iluminação natural que chega por essas aberturas.

Nesse caso, é preciso planejar a disposição dos móveis corretamente. Não deixe escrivaninhas, cadeiras e poltronas de costas para as janelas. Assim, você evita reflexos na tela do computador e fica livre do ofuscamento que tende a irritar os olhos.

5. Personalize o projeto

Nada melhor que trabalhar em um espaço que tem a sua cara, certo? É por isso que a criatividade não deve ter limites em um home office. A partir de suas preferências, poderá priorizar a iluminação direta ou indireta, utilizar cores ou manter um visual neutro, entre outras possibilidades.

Você pode até aplicar fitas ou mangueiras luminosas em nichos, rodapés e molduras de quadros. Ao usar lâmpadas, dê preferência aos modelos de LED — não aquecem o ambiente, apresentam durabilidade maior e trazem economia em longo prazo.

Uma maneira de garantir o sucesso de seu projeto de iluminação para escritório residencial é procurar uma empresa especializada nesse tipo de solução. Dessa forma, poderá desfrutar de um espaço personalizado e adaptado às suas necessidades.

Gostou das informações deste artigo? Se foram úteis para você, compartilhe nas redes sociais para ajudar outras pessoas!